Boome,Blog

Voltar


7 de agosto de 2015


Como vão suas vendas nesse período de crise? Claro que estão ruins. Você só pensa em trocar o seu produto pelo dinheiro do cliente. Mais nada! Acertei?

Bem, como se percebe,  o marketing tradicional já dizia isso há, pelos menos, 20 anos atrás, lá quando surgiu o velho termo “Valor Agregado”. Virou um bordão chatíssimo, super repetitivo, que todos, sem exceção, faziam questão de falar. Era lindo, ter valor agregado! Blerg.

Quem inventou essa expressão deve ter lido em algum livro do Kotler em que ele diz: “Um produto (bem durável) só vai se diferenciar de outro em níveis de serviço.” E resolveu chamar isso de “Valor Agregado”.

Mas essa expressão deixou um legado, e algumas empresas fazem questão de entregar valor ao seu cliente e  você não deve ter trazido isso para o seu negócio. Acontece que essas empresas também estão fazendo errado.  Sabe porquê? Por que elas estão agregando serviços, e isso também é commoditie. Além de custar uma fortuna.

Quando falo que estão errados, é por que as pessoas tem  pressa. Embalagem, entrega, sms de confirmação, ligação de pós-venda, cartinha de agradecimento, tudo isso elas já sabem que existe e vai chegar. Se não chegar também o que importa é que o produto chegue.

As perguntas

Você deve estar se perguntando:  – Que texto mais louco…? O cara tá dizendo que preciso fazer algo além de vender só o produto, mas tudo que estou fazendo ou já fiz está errado! ? É!  Não é bem assim, mas é isso mesmo. (Entendeu?)

Eu te explico:  Se você está sempre conversando com seu cliente,  continuamente chamando ele para fazer algo, ganhar alguma coisa, participar de uma promoção, mandando aquele cartãozinho no aniversário, falando de sua nova loja, seu novo site… você está apenas  falando de você pra ele. Um monólogo.

Agora eu vou te fazer umas perguntas:

Qual o benefício para o cliente, em ficar vendo essas informações?
Onde você envolveu  ele nisso?
Sabe mesmo se ele está precisando dessas coisas que você falou? (É preciso que você pense sobre isso!)

Você não vai ter essas respostas porque  você só quer vender mais para ele. Você está trocando seu produto pelo dinheiro dele. Só isso! Saiba, ele já percebeu isso há muito tempo e por isso te troca com facilidade e não compra com tanta frequência.

A Solução

Será que tem alguma?

Bem, a sorte é que a solução está em você mesmo. Em mudar o seu olhar e começar a fazer depósitos de credibilidade, utilidade e interesse “verdadeiro” pelo seu cliente.

Faça uma analogia simples:

Imagine que você estará à beira do balcão, sendo útil, solucionando dúvidas ou as dores de cada cliente e propondo à ele a melhor maneira de comprar o que ele quer. Isso faz a diferença. E ele volta sempre para sua loja.

Agora pense se esse processo for automatizado? Com essas informações sendo enviadas continuamente até a hora da oferta? Para seu próprio banco de clientes ou para clientes captados pela internet que esteja navegando numa região próxima a sua loja ou escritório?

Essa estratégia é o que as pessoas precisam para escolher o seu produto ou sua marca em vez das outras. Você se relacionou com ele continuamente entregando o que ele precisa e não as coisas frias dos relacionamentos atuais. Essa estratégia é a que você tem que montar no seu negócio e deixar que ela funcione sozinha, 24 horas por dia. É a extensão do seu negócio para além do horário comercial.  Já pensou nisso?

Depois de se relacionar pontualmente com esse cliente, falando diversas coisas que você não teria oportunidade de fazer pessoalmente, entregando informações úteis e extremamente persuasivas, inserindo esse produto na vida dele , quando você fizer a oferta o esforço de venda será infinitamente menor e a decisão pela compra será por um relacionamento verdadeiro: pelo seu produto!

Parece mentira, não é?
Mas tem técnica, envolvimento e ferramentas pra fazer isso.

Seja bem-vindo ao novo MARKETING – Seja bem-vindo ao Inbound Marketing

Pare de trocar seu produto pelo dinheiro do cliente. Mude seu foco e suas vendas serão maiores e mais seguras.

banner-site

Deixe seu comentário
Procure aqui
Back to top